VITAMINA C

Vitamina C Alimentos  Adequados ao METABOLISMO/SANGUINEO na profilaxia das principais síndromes gripais.

cliten vita C

          O resfriado comum ou nasofaringite viral aguda, é uma doença infeciosa leve e autolimitada que pode ser causada diversos vírus diferentes, como rinovírus e coronavírus que são responsáveis por aproximadamente 50-70% de todos os resfriados comuns. O resfriado comum é a doença aguda mais frequente nos países industrializados. O termo resfriado comum refere-se a uma infecção viral respiratória superior livre envolvendo, em graus variáveis, congestão e secreção nasal, rinorréia, espirros, dor de garganta, tosse, febre baixa, dor de cabeça e mal-estar. O resfriado comum é uma entidade separada e distinta, distinguível da gripe, faringite bacteriana, bronquite aguda, sinusite bacteriana aguda, rinite alérgica e coqueluche. A gripe é uma doença aguda respiratória causada principalmente pelo vírus influenza, sorotipos A e B, a gripe A ocorre com mais frequência e é a mais perigosa. A gripe, geralmente é a mais grave que o resfriado comum, geralmente causa febre, dor de cabeça, dores musculares e tosse mais significativa, no entanto, casos leves de gripe são semelhantes aos dos resfriados.

O vírus que causam o resfriado comum são geralmente transmitidos pela via inalatória, que depois de inalados se ligam ao receptor de uma molécula de adesão proteica no epitélio nasal causando uma resposta inflamatória. Dentro da célula, o vírus prolifera e, quando a célula hospedeira se rompe, diversos vírus estão disponíveis para ocupar novos receptores de moléculas de adesão intercelular. Os vírus da gripe A são tipicamente divididos em dois subtipos gerais que correspondem a dois diferentes antígenos na superfície do vírus, a hemaglutinina e a neuramidase. O antígeno de hemaglutinina ( H ) é uma glicoproteína que permite que o vírus se ligue ao ácido siálico da membrana da célula hospedeira. Depois de incorporação na célula hospedeira, o RNA viral é integrado no genoma da célula hospedeira, que começa a formar novas partículas de virion que são transportadas para a membrana da célula hospedeira, e o antígeno da neuramidase viral ( N ) decompõe o ácido siálico, permitindo que o vírus se disperse da célula infectada. Mutações ocorrem nos vírus influenza, resultando no surgimento frequente de novas cepas virais, desvio antigênico com antígeno H e N imunologicamente diferentes, visto que a cepa viral da influenza aviária H5N1 ou a pandemia de vírus da gripe suína H1N1 conhecido por causar pandemias de influenza. Consequentemente, o anticorpo criado contra cepas conhecidas do vírus influenza pela vacinação não podem prevenir a doença causada pelo surgimento de uma cepa viral.

          As vitaminas são as famílias quimicamente independentes de compostos orgânicos, essenciais para o metabolismo adequado. A vitamina C (ácido ascórbico) é um antioxidante e seus efeitos podem ser mais pronunciados em condições em que o estresse oxidativo aumenta. No sistema imunológico, o principal papel da vitamina C parece ser um antioxidante fisiológico,  protegendo as células hospedeiras contra o estresse oxidativo causado por infecções. Em vários contextos experimentais, a vitamina C  afetou, a migração aleatória e a quimiotaxia de fagócitos, a transformação de linfócitos infectados pelo vírus influenza, a produção de interferon, a replicação de vírus e expressão genica de moléculas de adesão de monócitos. Em dezenas de estudos em animais, a vitamina C aumentou a resistência contra diversas infecções virais e bacterianas e contra toxinas bacterianas purificadas. Em estudo de laboratório, a deficiência de vitamina C aumentou a incidência de pneumonia em macacos rhesus. Em camundongos, a infecção por influenza diminuiu a concentração de vitamina C no liquido de lavagem broncoalveolar e, também em camundongos, a deficiência de vitamina C aumentou a patologia pulmonar causada pela infecção por influenza.

A vitamina C tem sido proposta para o tratamento e a profilaxia das síndromes gripais desde que foi isolada na década de 1930. Tornou-se particularmente popular na década de 1970 , quando Linus Pauling, ganhador do Nobel, concluiu a partir de estudos anteriores controlados por placebo de que a vitamina C iria prevenir e aliviar o resfriado comum. Mas de duas dezenas de novos ensaios foram realizados posteriormente, a vitamina C tem sido amplamente vendida e usada como agente preventivo e terapêutico. Neste estudo apresento a relação de alimentos em conformidade com o metabolismo/sanguíneo adequado a cada grupo, da vitamina C para ingerir corretamente neste período de pandemia.

Alimentos ricos em vitamina C para o metabolismo/sanguíneo para o TIPO O

  • Ameixa fresca

  • Goiaba vermelha

  • Mamão

  • Limão

  • Tomate

  • Manga

  • Brócolis

  • Repolho cozido

  • Batata doce cozida

  • Abacaxi

  • Melancia

  • Alcachofra

  • Alface

  • Cenoura

  • Abóbora moranga

  • Beterraba

  • Banana

  • Melão

 

Tratando-se de alimentos que correspondem a sua genética (trofogenética) é interessante usá-los com mais frequência devido seus nutrientes importantes para manutenção da saúde.

Alimentos ricos em vitamina C para o metabolismo/sanguíneo para o TIPO A

 

  • Morango

  • Acerola

  • Grapefruit (toronja)

  • Abacaxi

  • Couve-flor

  • Espinafre

  • Brócolis

  • Beterraba

  • Cereja

  • Limão

  • Suco de abacaxi

  • Melancia

  • Maçã

  • Cenouras

 

O uso desses alimentos evitam contrair determinados sintomas devido sua deficiência como por exemplo: cansaço físico e mental, sangramento na pele, e gengiva, que são um dos sintomas da doença escorbuto.

Alimentos ricos em vitamina C para o metabolismo/sanguíneo para o TIPO B

 

  • Abacaxi

  • Ameixa fresca

  • Mamão papaia

  • Melancia

  • Brócolis

  • Couve-flor cozida

  • Pimentão amarelo cru

  • Repolho roxo

  • Alface

  • Goiaba vermelha

  • Kiwi

  • Tangerina poncã

  • Laranja baía

  • Abóbora

  • Espinafre

  • Cenoura

  • Beterraba

  • Batata-doce

  • Morango

  • Limão

 

A pessoa do metabolismo/sanguíneo do tipo B, usando alimentos conforme a sua genética pode evitar as principais doenças, porque sua dieta é muito rica em vitaminas. Daí não há necessidade de suplementar.

Alimentos ricos em Vitamina C para o metabolismo/sanguíneo para o TIPO AB

 

  • Abacaxi

  • Morango

  • Acerola

  • Grapefruit (toronja)

  • Limão

  • Brócolis

  • Beterraba

  • Alface

  • Kiwi

  • Maçã

  • Couve-flor

  • Cenoura

  • Repolho roxo

 

A pessoa do metabolismo/sanguíneo do tipo AB apresentam alta incidência de doença degenerativa (câncer) de estômago devido a seu baixo nível de acidez estomacal, podem beneficiar-se de suplementação de vitamina C. a pessoa do AB não deve comer carne defumada ou seca por ter o nitrito, uma substancia existente, que é um problema para o organismo do tipo AB.

Faça o agendamento online. É fácil, rápido e seguro.